6 de nov de 2006

Dentro e Fora

Dentro e Fora
Me enrolo no lençol
olho a janela
imagino o que há
lá fora
Me achego,
me debruço nela
observo a rua
a vegetação
o movimento
Passa um motoqueiro
sem capacete
—que irresponsável!—
Seu olhar se dirige
à janela
imagina o que há
aqui dentro
e segue sem saber

2 comentários:

Ademir Antônio Bacca disse...

bilá
linkei o teu blog lá no meu
abraços

além mar peixe voador disse...

Bacana Maria Angèlica Poeta querida!
Parabéns por teus lindos Poemas.
Afetuoso abraço,
tua virgínia