4 de jul de 2007

Cônsul em Poetas del Mundo


Agradeço, em especial a Clevane Pessoa que indicou e Delasnieve Daspet que enviou-me o convite.Tentarei fazer, desse diploma, uma porta e dos poemas a chave que abra espaços para que se possa mostrar a paz através do sentimento de solidariedade, de apoio à humanidade, de respeito às diferenças.

Consciência

Não cruzar os braços
Fazer justiça acontecer
Usando a lei
cobrar direitos e
cumprir deveres
encontrar os modos
de ir à luta e envolver
os outros seres
Ser fiel aos preceitos
de minha gente
mas respeitar e aprender
com o diferente

Bilá Bernardes

Simplicidade

Acordar junto
com a natureza
ouvindo o canto
dos pássaros


sentir o cheiro
fumegante do café
ver os primeiros
raios do sol
passando nas frestas
de nossas janelas

caminhar descalço
sobre a madeira
e o ranger do chão

olhar pro alto
e ver no céu
o vermelhão

perceber na varanda
o rangido da rede
em balanço pelo avô
que se levantou
antes do sol nascer

sentar à grande mesa
na cozinha
junto a toda a família
comer quitandas
fresquinhas

viver a vida
no interior