26 de abr de 2011

Poema de Teresinka Pereira


UM VERSO DE AMOR

não custa muito:
com um pouco de calor
e de esperança
pode-se romper a indiferença
e fazer brotar um roseiral
de uma pétala,
montanhas de uma colina,
e oceanos de um lago
em noites de luar.
Para um verso de amor
bastam umas poucas palavras
que tenham asas
e sonhos!
TERESINKA  PEREIRA