27 de mai de 2012

Frio


Está oco, oco, oco
o coração
não há eco
que preencha o silêncio
a falta de cio
e o frio imenso
que congelou
a emoção
Bilá Bernardes

Nenhum comentário: